• johnreisitc

Jovem produtor

O que você vai levar dessa leitura?

- Descobrir se você se identifica com a profissão;

- Introdução no mercado da produção cultural;

- Sobre a decisão.











Olá, eu sou o João, tenho 20 anos e curso produção de eventos, trabalho como assistente de produção e produzo um grupo vocal (Madriquê), que fundei com um amigo há dois anos, onde pude desenvolver e começar a levar como profissão a produção.


Não há mal nenhum em dizer: “Vim parar na produção por acaso” ou “ Não era exatamente o que eu sonhava”, mas sabe aquele quentinho no peito e a naturalidade com que você consegue lidar com as situações, por mais desafiadoras que sejam? Sempre aconteceu comigo quando se travava da organização de todas as festas, comemorações, eventos da família, amigos, igreja… Sempre fui bombardeado com as frases: “João, o que preciso levar?”, “Você pode montar o grupo, as pessoas te escutam!”; no seu subconsciente essas ações parecem fazer parte da sua rotina? Pois, é possível que você seja um produtor por natureza. Após anos estudando música, terminei o ensino médio e precisava escolher que profissão seguir, questionamento que persegue a todos nessa idade. O que mais eu sabia fazer além de música? Um dia estava num concerto quando me chamou a atenção, aquela quantidade de pessoas vestidas de preto e não paravam quietas um minuto, em suas camisetas escrita a palavra: PRODUÇÃO.


Procurei saber sobre a área, o que um produtor faz efetivamente e cheguei a conclusão de que eu já era um produtor amador (hehe). Quando a ficha cai começam a surgirem novas dúvidas: O que devo fazer agora? Será que é uma boa área? Como posso me profissionalizar?


Muita calma nessa hora! Pra começar, é importante dizer que assim como em todas as profissões há certas barreiras e dificuldades para enfrentar, as novas informações a serem guardadas, os editais da vida (mas sobre isso você pode acompanhar em outra publicação, assim que terminar aqui, da uma olhada lá) o medo do novo, a rotina de prazos a serem cumpridos, mas nada que com esforço e força de vontade não possa superar. É importante saber também que a área é ampla e você pode escolher o segmento com o qual você mais se identifica, tendo como base sua aptidão e o interesse no nicho, seja ele cultural, esportivo, social, corporativo… Por último, mas não menos importante, existem estudos específicos que podem ajudar no desenvolvimento do trabalho, algumas faculdades e universidades credenciadas pelo Ministério da Educação (MEC) que oferecem cursos de produção de eventos, produção cultural, lazer e turismo, que te permitem atuar diretamente na área.


Para terminar, se isso tudo faz sentido para você e sente-se realizado, é sinal que está no caminho certo, mesmo que às vezes seus amigos e familiares não entendam o que você faz na prática, os que entendem vão te achar incrível (incrível mesmo), pois exercer a sua criatividade, organização e responsabilidade, tendo como base primordial da sua profissão, não é moleza não!

0 visualização
  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle

Diga oi!

email g2@g2cultura.com.br

ligue  ou mande whatsapp

(11) 9 4312 6468